Curso de Ano Novo NOVA FCSH: Janeiro – Fevereiro 2020

Curso (25 h, 2 ECTS)| Lamci, Lisboa | 12 janeiro – 9 Fevereiro 2020


Orientações Musicais para a Infância: Observação, sistematização e reflexão baseadas na Teoria de Aprendizagem Musical de Edwin Gordon

Tipo de curso: 25 horas

Datas: 12 Janeiro a 9 Fevereiro 2020

Horários e dias da semana: Quintas-feiras das 18h00 às 21h00 | domingos das 09h30 às 12h30 | 6 de fevereiro das 18h00 às 22h00

Número máximo de inscrições: 12

Objetivos

  1. Adquirir conhecimentos genéricos relativos a algumas propostas teóricas sobre o desenvolvimento musical;
  2. Adquirir conhecimentos genéricos relativos aos conteúdos da Teoria de Aprendizagem Musical (TAM) para recém-nascidos e crianças em idade pré-escolar proposta pelo pedagogo e investigador Edwin Gordon;
  3. Adquirir conhecimentos específicos relativos ao conceito de Audiação Preparatória, respetivos tipos e estádios;
  4. Adquirir capacidades de observação de comportamentos musicais (segundo os tipos e estádios de Audiação Preparatória) em bebés e crianças;
  5. Adquirir capacidades de observação de comportamentos sociais e de interação em bebés e crianças;
  6. Adquirir competências para a estruturação de sessões de orientações musicais para a infância.

Programa

  • Referências de “A a Z” no âmbito do estudo do desenvolvimento musical (ex., Adam Ockelford, Beatriz Illari, Colwyn Trevarthen, Donald Pond, Graham Welch, Herbert Moog, Laurel Trainor, Lori Custodero, Margaret Barret, Sandra Trehub, Susan Young, entre outros).
  • O contributo pioneiro de Edwin Gordon no estudo do desenvolvimento musical.
  • Contributos para a pedagogia musical: comparação entre a TAM e outras propostas teóricas.
  • Fundamentos e elementos da Teoria de Aprendizagem Musical (TAM) para recém-nascidos e crianças em idade pré-escolar.
  • Audiação Preparatória: Conceito, tipos e estádios.
  • Padrões tonais de aculturação, imitação e assimilação.
  • Padrões rítmicos de aculturação, imitação e assimilação.
  • A importância do silêncio.
  • Material musical: canções e cantos rítmicos com palavras e sem palavras. Exemplos.
  • Caracterização do material musical: tonalidade, tonicalidade, tom de repouso, métrica, tessitura. Exemplos.
  • Observação ao vivo de sessões de orientações musicais para a infância orientadas por um par pedagógico nas instalações do Laboratório de Música e Comunicação na Infância (LAMCI).
  • Hetero-avaliação das sessões observadas com base num instrumento de observação/verificação de competências criado no LAMCI.
  • Auto-avaliação de sessões orientadas pelos participantes na sua prática profissional (caso aplicável) durante a duração do curso com base num instrumento de observação/verificação de competências criado no LAMCI.
  • Sistematização dos comportamentos musicais ocorridos nas sessões observadas segundo os tipos e estádios da Audiação Preparatória por meio da visualização das gravações dessas sessões.
  • Estrutura de uma sessão.

Bibliografia

  1. Burton, S. L., & Taggart, C. C. (Eds.). (2008). Learning from young children: Research in Early Childhood Music. New York: Rowman & Littlefield Education.
  2. Gordon, E. E. (2000). Teoria de Aprendizagem Musical para recém-nascidos e crianças em idade pré-escolar (P. M. Rodrigues, trad.). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
  3. McPherson, G. (Ed.). (2016). The Child as Musician: A Handbook of Musical Development (2nd Ed.). Oxford: Oxford University Press.
  4. Rodrigues, H., Rodrigues, P. F., & Rodrigues, P. M. (Eds.). (2016). Manual para a Construção de Jardins Interiores. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
  5. Valerio, W., Reynolds, A., Bolton, B., Taggart, C., & Gordon, E. (2000). Music Play: The early childhood music curriculum guide for parents, teachers and caregivers. Chicago: GIA Publications.

Requisitos prévios

Não aplicável. 

Biografias

HELENA RODRIGUES é Professora-Auxiliar com Agregação do Departamento de Ciências Musicais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Investigadora do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, fundou o Laboratório de Música e Comunicação na Infância. Estudou com Edwin Gordon, ao longo de vinte anos, que orientou também o seu Doutoramento. Divulga a sua teoria de aprendizagem musical desde 1994. Colwyn Trevarthen, que tem apoiado o trabalho da Companhia de Música Teatral, é outra relevante influência no seu trabalho. Com uma formação de base nas áreas da Psicologia e da Música, tem-se interessado também pelas áreas do teatro físico e dos efeitos terapêuticos da música. O conjunto destes e outros saberes têm-na levado a formular uma proposta original de formação. Foi Researcher Fellow da Royal Flemish Academy of Belgium for Science and the Arts. É diretora artística da Companhia de Música Teatral. Coordenou o projeto Opus Tutti e o Projeto GermInArte. Autora de publicações de natureza diversa, é frequentemente convidada para apresentar conferências e workshops em Portugal e no estrangeiro.

ANA ISABEL PEREIRA concluiu o Curso Complementar de Flauta Transversal e Canto na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa e o Mestrado em Ensino de Educação Musical no Ensino Básico na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde é doutoranda em Ciências Musicais – especialidade de Ensino e Psicologia da Música. É assistente convidada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa. Trabalha com vários coros infantis e é professora de música de crianças entre os 3 e os 10 anos. Participou em várias iniciativas do projeto Opus Tutti (Um Plácido DomingoBabelim e Jardim Interior) e do Projeto GermInArte (Caleidoscópio e Dabo Domo e enquanto formadora na Formação Transitiva em Arte para a Infância). Frequentou o curso Elementary General Music Professional Development Course, level one certificado pelo The Gordon Institute of Music Learning, nos EUA. É licenciada em Engenharia do Ambiente pelo Instituto Superior Técnico e participa em projetos do Coro da Casa da Música no Porto. Interessa-se pelo estudo da aprendizagem/desenvolvimento musical e da avaliação performativa vocal na infância.

MARGARIDA BARROS fez os estudos de violino no Conservatório de Música D. Dinis. Concluiu a Licenciatura em Música na Comunidade na Escola Superior de Educação de Lisboa/Escola Superior de Música de Lisboa e o Mestrado em Ensino de Educação Musical no Ensino Básico na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Participou em formações com Jos Wuytack, Christopher D. Azzara, Helena Rodrigues, Jorge Parente, Margarida Fonseca Santos, Norman Taylor, László Nemes, Cristina Brito da Cruz e Paulo Maria Rodrigues. Participou em iniciativas do Projeto GermInArte (Dabo Domo e Orizuro). Frequentou o curso Early Childhood Music Professional Development Course, Level I certificado pelo The Gordon Institute of Music Learning, sob orientação de Natasha Sigmund, Anna Preston e Beth Bolton, na Universidade de Temple (Philadelphia, USA). Como professora, dá aulas de Educação e Expressão Musical em várias escolas e colégios da área de Lisboa para crianças dos 5 meses aos 9 anos de idade. É dinamizadora de um projeto musical num Centro Social, com jovens dos 10 aos 15 anos. Realiza ainda workshops e espetáculos de Música para bebés.


Formação ao Longo da Vida NOVA FCSH: https://fcsh.unl.pt/outros-cursos/orientacoes-musicais-para-a-infancia-observacao-sistematizacao-e-reflexao-baseadas-na-teoria-de-aprendizagem-musical-de-edwin-gordon/